Arquivo da categoria: memória

>[Memória-Ranger] Comando Estrelar Flashman

>

Como eu não podia falar apenas de Power Rangers, porém, séries semelhantes, inclusive, já voltamos a falar de Kamen Rider: O Cavaleiro Dragão, como o nosso R@fa Oliveira atualizou sobre o atual trabalho de Matt Mullins (O Len: Cavaleiro Alado), também falamos de outras séries de antes ou durante os tempos de Power Rangers. Como esse que eu vou falar aqui:

Como o gênero que está a 35 anos no ar no Japão, indiquei uma das séries que foi exibida aqui no Brasil que foi o Comando Estrelar Flashman. Produzido pela Toei Company, foi exibido entre 01º/03/1986 e 21/02/1987 pela TV Asahi, dando lugar ao Maskman. Estreiou no Brasil no dia 13/03/1989 na Rede Manchete, onde ficou até Julho de 1992.  A partir de Agosto de 1994, foi ao ar pela Rede Record, ficando até o final de 1995. Em 1996, foi exibida na CNT-Gazeta, só ficou menos de um ano. Atualmente é exibida pela Ulbra TV de Porto Alegre e foi exibido na Rede Brasil em algumas cidades. Ao todos, possui 50 episódios e 2 longa-metragens. 

“Um dia, cinco crianças foram raptadas da Terra e levadas aos confins do Universo. E após 20 anos… Comando Estelar Flashman!”. Essa frase foi dito na introdução da abertura da série.
Cinco jovens foram raptados quando crianças por caçadores espaciais, mas acabaram sendo salvos pelo povo do Planeta Flash. Durante vinte anos os jovens viveram e treinaram no Planeta Flash e seus satélites, voltando para a Terra ao saberem que o cruzador Imperial Mess, liderado pelo Monarca La Deus e o cientista Doutor Keflen, está prestes a invadir o planeta. 
Os protagonistas desta equipe eram: Din: Red Flash, Dan: Green Flash, Go: Blue Flash, Sara: Yellow Flash e Lu: Pink Flash. Damos destaque também ao Robô Mag que é parecido com R2-D2 de Star Wars, projetado pelo povo do planeta Flash, é encontrado na nave Star Condor
De início é hostil com os Flashman, depois os acolhe como filhos. Este personagem teria servido de inspiração ao Alpha 05
Todo Super Sentai (Desde Battle Fever), tanto quanto em Power Rangers. Sempre tem uma tradição de batalhas gigantescas, ao ver o monstro crescer, eles chamam seus veículos gigantes, como Star Condor que é uma fortaleza voadora dos Flashman em forma de avião, onde estão os veículos que formam o Flash King: Tanque Comando, Delta Craft e Omega Craft. Flashman foi o primeiro seriado Super Sentai a ter um segundo robô: Titan Jr. (Titan Boy, no Japão).
A série foi lançada em DVD no Japão em 2010. No final do mesmo ano, também teve seus 25 primeiros episódios lançados no Brasil, também em DVD, pelo Focus. 
Vale a pena relembrar a abertura de Flashman:
Elenco:
Din – Red Flash: Touta Tarumi / Kazuo Niibori
Dan – Green Flash: Kihachiro Uemura / Koji Matoba
Go – Blue Flash: Yasuhiro Ishiwata / Tsutomu Kitagawa
Sara – Yellow Flash: Yoko Nakamura / Masato Akata
Lu – Pink Flash : Mayumi Yoshida / Yuichi Hachisuka
Mag (dublê/ voz): Minoru Watanabe / Hiroko Maruyama
Flash King (dublê): Hideaki Kusaki
Titan Junior (dublê): Tsutomu Kitagawa
Dr Tokimura: Akira Ishihama
Setsuko Tokimura: Tamie Kubota
Midori Tokimura: Yayoi Satoh
Kaori Tokimura: Megumi Kiyotou
Dr Keflen: Kouji Shimizu
Monarca La Deus (dublê): Hideki Kusada
Monarca La Deus (voz): Uncho Ishizuka
Kaura: Jouji Nakata
Nefer/ Diabólica Nefeli: Sayoko Hagiwara / Yoshie Seki, Kaori Kubota
Wandar/ Monstro Fantasma Wandalo: Kazuhisa Hirose / Toshiyuki Kikuchi
Urk: Muyuki Nagato
Kirt: Hiroko Kojima
Gals/ Deus Titan/ Galdan: Yoshinori Okamoto
Lembrando que duas pessoas que interpretaram o mesmo personagem, são atores e dublês.

>[Memória Ranger] A Inovação e a Divulgação

>

O Memória-Ranger está de volta, falando de uma temporada que foi divulgada após o fim das batalhas na Alameda dos Anjos. Pois quem não se lembra daquele fim que parecia definitivo, e que fazia os espectadores se sentirem abalados ao ver o final de Power Rangers No Espaço, no qual se perguntavam naquela época: “É o fim da série Power Rangers???”

E em seguida, veio a resposta, a série Power Rangers foi anunciado com uma grande novidade em 1999, era a nova formação da equipe.

Na mesma época, ocorreu uma superlotação num evento realizado em um dos supermercados Wal Mart, devido à presença do elenco de Power Rangers: Galáxia Perdida para uma divulgação da nova série na época.

Tal fato se deu devido ao enorme carisma e receptividade daquele elenco, segundo matéria veiculada na época. 
Na ocasião, Danny Slavin (Leo), Reggie Rolle (Damon), Archie Kao (Kai), Cerina Vincent (Maya), Valerie Vernon (Kendrix), trajavam os uniformes de Rangers sem os capacetes, além de Russell Lawrence (Mike) que trajava o uniforme da tripulação Terra Venture na série, distribuíram autógrafos e tiraram fotos com fãs.

>[Memória Ranger] Jovens Guerreiros Tatuados de Beverly Hills

>

Alguém se lembra de Jovens Guerreiros Tatuados de Beverly Hills? Bom, para quem não se lembra, vai relembrar como era esta série. Tattooed Teenage Alien Fighters from Beverly Hills (título original) foi um seriado lançado nos Estados Unidos pela empresa USA Network em 1994, na onda do sucesso dos seriados japoneses americanizados que eram febre à época.

 
A série estreou em 01º de Outubro de 1994, um mês depois, foi cancelado. O seriado foi um fracasso e só foram criados 10 episódios. No Brasil, foi exibido pelo SBT, numa tentativa de concorrer com Mighty Morphin Power Rangers, que eram transmitidos pela sua rival Globo.
Quatro jovens foram reunidos por Nimbar, um alienígena, para combater as forças malignas do Imperador Gorganos, que desejava conquistar a Terra e o Universo. Estes 4 jovens (2 homens e 2 mulheres) receberam o poder de se transformar em Sentinelas Galácticos: Scorpius, Taurus, Centaurus e Apolo. Seus poderes eram ativados pela tatuagem que Nimbar os havia concedido. Para derrotar os inimigos, eles se uniam e viravam uma única entidade poderosíssima chamada Nytron.

 
Laurie Foster, que se transformou em Scorpius (desempenhada por Leslie Danon)
 
Gordon Henley, que se transformou em Taurus (desempenhado por Richard Nason)
 
Drew Vicente, que se transformou em Centaurus (desempenhada por K. Jill Sorgen)
 
Sawyer Swinton, que se transformou em Apollo (desempenhado por Rugg Williams)
 
Veja a abertura desta série:
 
 
Bom, eu não acho uma série tão infantil, sendo que os uniformes em seus corpos lembram um pouco o estilo de luta livre, que possuem elementos de Ultraman e Metal Heroes. Porém, nunca tem chegado aos pés do sucesso de Power Rangers, eu lembro desta série e realmente eu não gostava, pois achava esquisito. Apesar de ser uma série própria, deveria ter a altura dos tokus de outros gêneros, como havia existido um projeto que foi engavetado lá na austrália chamado Rescue Force: Defenders of the Earth (Traduz-se Força de Resgate – Defensores da Terra). Apesar de tudo, pode ter sido uma boa série e poderia ter feito um remake melhor que o original. 
 
Também podemos falar dos atores desta série. 

>Relembre o Episódio Piloto de "O Dia da Mudança"

>

Já que “Go! Go! Power Rangers!” ganhou a versão para Power Rangers Samurai que estreou esta semana, vamos relembrar da versão original criada por Saban. Do primeiríssimo episódio em versão de teste. Existem algumas diferenças, como mudanças em personagens. A atriz que interpretou a Trini no episodio piloto foi outra, se chama Audrey DuBois. Esse foi filmado em 1992 ou na primeira metade de 1993.

Em 1999, o especial que mostrou a américa, foi apresentado por Austin St. John (Jason/ Mighty Morphin Ranger Vermelho) e Walter Emmanuel Jones (Zack/ Mighty Morphin Ranger Preto). O especial foi exibido na época de Power Rangers Lost Galaxy (Galáxia Perdida). Aqui mostraremos apenas a versão completa da série, e com a abertura original. Ou seja, sem a parte dos apresentadores.

Isso foi porque foi um episódio apenas para amostra.

Confira abaixo ao episódio piloto e na íntegra:

>Memória-Ranger: Mighty Morphin Alien Rangers

>

Mighty Morphin Alien Rangers é a parte final da terceira temporada de Power Rangers considerando uma transição de Mighty Morphin Power Rangers para Power Rangers Zeo, totalmente baseada em Ninja Sentai Kakuranger. Na versão japonesa, ou seja, o oposto das gerações da mesma temporada, eles têm os Shogun Zords, Battle Borgs e os Ninjazords, além disso, os uniformes que já foram utilizados pelos integrantes do Planeta aquitar, na versão japonesa, eram vestidos pelos humanos Sasuke (líder da equipe), Tsuruhime, Seikai, Saizou e Jiraya. Coincidência mesmo é que o tema é o mesmo da 3ª temporada inteira, além disso, na série original teve o Ninjor. Em MMAR, o líder dessa equipe é na verdade uma mulher, que é a Ranger Branca. O nome desses rangers são: Delphine (Rajia Baroudi), Aurico (David Bacon), Tideus (Jim Gray), Cestro (Karim Prince) e Corcus (Alan Palmer).
Foram produzidos 10 episódios no ano de 1995. Conhecida como a geração da transição, conta a historia em que os rangers quase são derrotados, porem recebem uma ajuda muito especial. Sem as Moedas do Poder e transformados em crianças, os Power Rangers devem partir para uma grande aventura em busca do Cristal Zeo para voltar aos seus tamanhos originais e adquirir novos poderes. Billy consegue restaurar sua forma adulto original. Por isso somente cinco jovens Rangers partem em busca das partes do Cristal Zeo. Porque Billy foi o único Ranger capaz de conseguir sua forma adulta sem os poderes Rangers.

Enquanto os Rangers espalhavam-se em diferentes partes do mundo, Zordon convoca os Rangers Aquitarianos para evitar que a Terra fique desprotegida. Os Mighty Morphin Alien Rangers eram os protetores do planeta Aquitar e amigos de Zordon e Alpha 5Liderados pelRanger Aquitar Branca, os Aquitar Rangers tinham que salvar Aquitar e a Terra ao mesmo tempo de Hydro Hog, Lord Zedd, Rita e Don Ritão. Cada Aquitar Ranger tinha um zord chamado de Borg de Combate que foram criados por Ninjor e parecem-se com os Shogunzords. Acredita-se que seus poderes também foram criados por Ninjor. Durante o processo de busca, Aisha decide ficar na África e se dedicar ao cuidado de animais, porém ela manda em seu lugar uma jovem chamada Tanya. Quando os cinco pedaços dos Cristais Zeo foram encontrados, os Rangers e o Planeta voltaram ao normal porém eles não tiveram tempo de comemorar. Rita e Goldar infiltraram-se no Centro de Comando e roubaram o Cristal Zeo. Para piorar, eles conseguiram explodir o Centro de Comando, mas acidentamente os vilões deixaram cair os Cristais Zeo.

Essa e uma serie que inovou o genero, tanto por ter uma liderança feminina, quanto por ser a serie mais curta da franquia, ser a qual ocorreu o primeiro team up, com os Zeo Rangers, e sua verdadeira inspiração serem ninjas (disfarçados, graças a versão japa), o que garantiu muita adrenalina durante esse curto periodo. Outro team up que teve foi no ‘Eternamente Vermelho’, episódio de Força Animal, em que Aurico estava nessa batalha.

>Memória-Ranger: Rock Aventura

>

Excepcionalmente faremos duas Memória-Rangers: Começando pelo Rock Aventura!!! O CD (também lançava em K7 e LP na época) Rock Aventura é a versão brasileira e em português do lançamento americano denominado Rock Adventure. Quem assistia os Mighty Morphin’ Power Rangers, principalmente as primeira e segunda temporadas, com certeza já ouviu as músicas em questão!

Lançado pela antiga Polygram, o CD é um item raro de colecionador hoje em dia, mas ví que muitos conhecem bem. As músicas que estão contidas são essas, lembrando que ao clicar uma dessas músicas ou do videoclipe do Youtube, você vê a letra completa das músicas do CD lançado em 1995:

1. Power Rangers (Go Go Power Rangers) (04:33) videoclipe
2. Lute (Fight) (04:13) videoclipe
3. a) Lord Zedd (Lord Zedd) – Diálogo b) Rita (Hey Rita) (04:36) videoclipe
4. Grande Sonho (We Need A Hero) (05:49) videoclipe
5. Combate (Combat) (03:13) videoclipe
6. Ranger Verde (Go Green Ranger Go) (03:13) videoclipe
7. Cinco Por Um (5-4-1) (02:30) videoclipe
8. Zords (Zords) (03:27) videoclipe
9. Eu Vou Vencer (I Will Win) (05:20) videoclipe
10. Power Rangers (Go Go Power Rangers) – Versão TV (01:17) videoclipe
11. Ranger Branco (White Ranger Tiger Power) (01:15) videoclipe
12. Sandy & Júnior – O Universo Precisa De Vocês (Power Rangers) (02:53) videoclipe
13. Mariane – Rita Rap (03:21) videoclipe
14. Ron Wasserman – Go Go Power Rangers – Versão Original (03:57) videoclipe

Ficha Técnica
Direção Artística: Max Pierre
Bases Originais: Ron Wasserman
Gravado e Mixado: Estúdio Caverna, RJ
Masterizado Promaster: Brent Hieatt
Térnico de Gravação: Roberto Lly
Mixado: Roberto Lly e Renato Ladeira
Coro e vozes: Vinny Bonotto (primeira voz), Renato Ladeira, Roberto Lly, Karina Lusbin e Jurema de Cândia.

Dublagens: Eduardo Dascar como “Billy”, Peterson Adriano como “Zack”, Alexandre Moreno como “Jason”, Sylvia Salustti como “Kimberly”, Iara Riça como “Trini”, Reynaldo Buzzoni como “Tommy”, Paulo Flores como “Lord Zedd”, Maria da Penha como “Rita Repulsa”, Antonio Patiño como “Zordon”, Luiz Brandão como “Goldar”, Hércules Franco como “Alpha”, Leonel Abrantes como “Finster”, Paulo Vignolo como “Skull”, Jorge Rosas como “Squat”, Gutemberg Barros como “Babu”, Ettore Zuim como “Bulk”, Marcio Seixas como MONSTROS e “Bad Guys”.

Coordenação/ Direção de Interpretação: Marcio Seixas
Coordenação Geral: Alexandre Freitas

A única versão que não foi adaptada foi a versão Remix de montagem de Mighty Morphin Power Rangers, em que o refrão é o mesmo da abertura com mais falas dos Rangers, Zordon, Alpha e Rita (que foi lançado apenas para Inglaterra). Eu me pergunto, será que essa música foi gravada mesmo a 15 anos atrás? Se o album fosse relançado, o Bonus track seria “Go Go Power Rangers” do Massaki Endoh ou a famosa versão arranjada pela banda Power Glove. Além disso, poderia ter feito as versões para as músicas de Zeo, Turbo e In Space… sem contar que com as músicas das aberturas até o RPM, já que existem músicas dubladas em Espanhol, Francês e Português mas de Portugal. Sendo que para aqueles que se acostumam com as músicas originais, tudo bem. Descobri que existe as versões instrumentais de algumas temporadas, e aí, topariam cantar sua própria versão??? 
Também vamos falar dos hits que relembraram na época, para quem tem mais de 20 anos e gosta muito dos antigos hits de Dance Music, foi lançado o Cd Power Rangers Mix.

Neste album tem a versão Remix de “Go Go Power Rangers”… Infelizmente foi lançado apenas na Espanha, mas precisamente em 1995, porém, estão contidas no Cd Duplo, os antigos sucessos no meados dos anos 90 como “Try Me Out” (Corona), “Be My Lover” (La Bouche), “Memories” (Netzwerk), “American Pie” (Just Luis), “1, 2, 3 Train With Me” (Playahitty), e muitos outros hits que marcaram a 15 anos atrás…

Bom, na minha opinião foi a melhor parte do quadro Memória-Ranger… Essa semana tem mais!

Agradecimentos ao site Power Rangers HP pelas letras das músicas.

Abraços!!!!

>Memória-Ranger: Zordon de Eltares

>

 
Ele vivia enclausurado dentro de um tubo, pois morrerá se sair de lá ou se o tubo for destruído.
Foi ele quem recrutou os primeiros Power RangersMMPRAlienZeoTurbo e no Espaço.
você de que em estou falando?…é claro que eu estou falando de Zordon! Ele foi o primeiro mentor dos Power Rangers, e tambem quem iniciou tudo. Embora os grupos de Rangers que aparecem a partir da 7ª temporada do seriado tenham tido outras origens, completamente distantes de Zordon de Eltares, ainda assim ele costuma ser visto como o “criador dos Power Rangers“.

 
Zordon foi o mentor principal dos Rangers nas 4 primeiras temporadas do seriado. E na 5ª temporada, apesar de entregar a tutela dos Rangers a Dimitria, ele orientou o grupo em alguns momentos. No começo de Power Rangers no EspaçoZordon é capturado por Astronema que começa a sugar sua energia. Já no final da 6ª temporada do seriado, Zordon é encontrado e destruído por Andros, mas a seu próprio pedido, para que o imenso Império do Espectro Negro fosse destruido: quando o tubo de Zordon foi destruído, uma onda de energia purificadora saiu dali e se espalhou pelo Universo, transformando a maioria dos vilões atingidos por ela em cinzas. E alguns poucos (Rita, Zedd, Divatox e Astronema) foram transformados em seres humanos bons e sem poderes.

 

Aos poucos, é revelado que a Onda de Energia de Zordon só atingiu os planetas próximos ao lugar onde ele foi destruído, pois vários vilões sobreviveram (inclusive alguns generais do Império das Máquinas, que aparecem no especial “Eternamente Vermelho“) e apareceram depois para atacar os grupos seguintes de Rangers.

O ator que interpretava Zordon, Robert ‘Bob’ Manahan faleceu a 10 anos atrás em 30 de Junho. Muitas saudades a ele.

Porém, quem fazia a voz de Zordon, era o David Fielding. Aqui no Brasil, quem deu a primeira e consagrada voz foi Antônio Patiño, ele também emprestou a voz do mesmo personagem para o CD “Power Rangers – Rock Aventura” de 1995. Mas em 1997, ele abandonou o mundo da dublagem, se aposentou e que já foi substituído por Maurício Berguer, quando dublou o ex-mentor dos heróis em Power Rangers no Espaço e no filme.

Falndo nisso, na versão do filme feito em 1995, quem fazia o mesmo personagem era o ator Nicholas Bell. Como vimos estas imagens do ator e do personagem: 

Na versão piloto de “O Dia da Mudança”, gravado em 1992, e que só foi exibido nos EUA em 1999 com o especial Power Rangers Lost Episode, O nome dele não era Zordon, mas era quase isso, ele era Zoltar:

>Memória Ranger: Tommy Oliver – O Cybertron

>

Vocês querem ver como era Jason David Frank antes de virar Tommy – Ranger Verde? Pois conheça o episódio piloto de VR Troopers, ou seja, Cybertron. O Alter-ego do herói era Adam Steel, não existia nada relacionado a realidade virtual. O mentor de Adam era seu professor de artes marciais, Tao Chong, “aproveitado” na versão final. Cybertron se transformava através de um cristal protegido por Tao. A série teve seu nome trocado devido a problemas de direitos autorais por parte da Hasbro, proprietária dos “Transformers” e dona do nome “Cybertron”.

>Memória-Ranger: Os Psycho Rangers

>

Psycho Rangers eram uma equipe de cinco Rangers do mal. Eles foram encontrados na posse de Astronema, que iria utilizá-los para a batalha e destruir os Space Rangers. A equipe de Psychos era composta por Psycho Ranger Preto, Psycho BlueYellow PsychoRosa e seu líder Psycho Vermelho. Em sua primeira batalha com os Space Rangers, os Psycho Rangers leram as mentes dos rangers, aprendendo cada um dos seus estilos de luta e criando seus próprios estilos de luta único concebido para neutralizar os Space Rangers.        

Eles eram humanos??? Apenas 3 dos Psychos disfarçaram de humanos para enganar os nossos heróis.

Psycho Preto
Psycho Vermelho
Psycho Amarela

Tivemos também o Psycho Prata, que na verdade, não havia Psycho Prata, mas Zhane se disfarçou de Psycho prata uma vez para confundir os Psycho Rangers verdadeiros e impedir que eles destruíssem os Space Rangers. Um a um, os Psycho Rangers foram destruídos: Primeiro foi a Psycho Rosa, depois o Psycho Azul e por último os Psychos Preto, Amarela e Vermelho (ao mesmo tempo).


Eles tiveram mais uma aparição ePower Rangers: Galáxia Perdida, quando os cartões de dados onde foram aprisionados foram adquiridas por Deviot. Ele se refere a eles como “velhos amigos” – o que implica (embora nunca tenha declarado abertamente) que os criou originalmente. Com a permissão de Trakeena, os Psychos são revividos. Além de outras modificações, ele instalou os colares que garantiu a sua total obediência. Eles foram ordenados a distruir os Galaxy Rangers (com Psycho Black indo depois de Damon, o Green Galaxy Ranger). Somente Leo conseguiu fugir, mas ele só foi salvo pela chegada de Andros. Com a ajuda de Mike, eles libertaram os outros Galaxy Rangers apenas a tempo para TJ, Carlos, Cassie e Ashley chegarem. 


                                                     confira o video dos Psycho rangers:

>Memória-Ranger: Power Rangers invadindo o Super Nintendo

>

Esse é a postagem de retorno do Memória-Ranger do blog PR Liga Morfenomenal e o meu primeiro memoria ranger  também. Nesse quadro, eu vou falar sobre o jogos de video-game Super Nintendo com os Power Rangers.

1994: Mighty Morphin Power Rangers

Baseado na 1ª temporada da série, a Bandai lançou para o console um ano depois da estréia. O que fez confundir alguns fãs de que a série tenha estreado no ano do lançamento do game. A trilha sonora da abertura é quase a mesma do original, mas a dos estágios eram exclusivos para o jogo. Nesta primeira encarnação, infelizmente só eram para jogar apenas cinco Rangers e nunca tivemos o Ranger Verde, como foi lançado apenas para a versão do Sega Mega Drive. Além disso, tem batalha de Megazord contra seus oponentes. O game foi lançado em diversos países em tempos diferentes, inclusive foi lançado na versão européia no ano seguinte. Além disso, lançaram as versões para Sega Game Gear e Nintendo Gameboy



Também ganhou até as versões hack para o Nintendinho, intitulado Mighty Morphin Power Rangers III, e a versão traduzida de Zyuranger no mesmo console em 1996 com o nome de Power Rangers 2.
 

1995: Mighty Morphin Power Rangers: The Movie

Mighty Morphin’ Power Rangers: The Movie (como é traduzido aqui como Power Rangers: O Filme), foi o segundo jogo da franquia no Super Nintendo produzido pela Bandai, Baseado no filme Mighty Morphin Power Rangers: The Movie. Foi lançado no Brasil em 1995. O Jogo foi lançado tanto para o Super Nintendo, quanto para os outros consoles Sega Genesis, console da Sega, para o Game Gear e o Gameboy. Pode ser jogado por um ou dois jogadores. Só que agora os bonecos da 2ª temporada (a saga de Lord Zedd) deixam cair pequenos raios que são usados como energia e podemos morfar quando quisermos. 

Era considerado um jogo meio difícil de finalizar, pois não existem códigos para escolher as fases como no anterior, e mais, na abertura do jogo em que o letreiro do nome Power Rangers estava movimento de cores rosadas e brancas, mudam-se para ser azulado sinalizando que irá jogar com os heróis já transformados, para isso deve pressionar o seguinte: , X, B, Y, A.


1995: Mighty Morphin Power Rangers: The Fighting Edition

Mighty Morphin Power Rangers: The Fighting Edition foi lançado pelo Super Nintendo Entertainment System desenvolvido pela Natsume e publicado pela Bandai em 1995. Ao contrário dos jogos anteriores, que tinha o jogador controlando os Rangers, o jogador controla os Mega-Zords dos Rangers. Há um total de 9 personagens, que são derivados principalmente de segunda e terceira temporadas do seriado de TV.

Somente o Thunder Megazord e o Tigerzord Mega são selecionáveis para jogabilidade e o resto são destravadas no decorrer do jogo, com Ivan Ooze como o adversário final. Os personagens do jogo eram Thunder Megazord, Mega Tigerzord, Ninja Megazord, Shogun Megazord, Lipsyncher (Batom Zilda), Silver Horns, Goldar, Lord Zedd e Ivan Ooze.


1996: Power Rangers Zeo Battle Racers

Depois do jogo de luta apenas com os zords e criaturas gigantes, é a vez de Power Rangers virar jogo de corrida de veículos Zeo, no melhor estilo Mario Kart, Foi daí que a Bandai adaptou a mesma idéia do bigodudo mais jogável dentre os game-maníacos da época. Power Rangers Zeo: Battle Racers foi o único game da saga Zeo para o console da Nintendo, as outras versões desta saga foram lançados para PC em um jogo de ação em 3D e para o Playstation 1 em um jogo de Pinball (sabia dessa???). Vamos falar da corrida Ranger do SNES, os personagens que incluíam nesta competição são os Rangers Zeo Vermelho (Tommy), Azul (Rocky), Amarela (Tanya), Rosa (Kat), Verde (Adam) e Dourado (Jason), além dos vilões Mondo e Cog.

1996: Power Rangers Turbo (Gekisou Sentai Carranger: Zenkai! Racer Senshi)

O último Power Rangers a ser lançado no SNES foi na fase Turbo, sendo também o único game de Super sentai. É uma aventura simples de jogar. Foi lançado apenas no Japão pela Bandai em 1996, e foi requerido pelo Sufami Turbo accessory. O jogo poderia também ser reaproveitado para então existir o game dos Turbo Rangers. Os Turbozords foram desmontados e suas peças espalhadas por todo lado, por isso é até para os Rangers recolherem todas as peças necessárias para reconstruí-las, ao mesmo tempo lutar contra os aliados de Elgar. As peças aparecem em forma de engrenagens e de artes, e só pode ser obtido pela remoção de vários objetos e matar os Robot Warriors ao longo do caminho, entre outras formas (encontrar e conseguir um motor, por exemplo, vai dar ao largo dez partes).

Cada Mecha exige 50 partes para ser reconstruído. Há dois finais possíveis, dependendo da existência ou não de todos os cinco zords estiverem reconstruídos. Se forem, então o termo “bom” é acionado o Turbo Megazord, senão, o final “ruim” for acionado em vez disso, a Terra será destruída, apesar da derrota de Rygog que estava na fase final.