>Reformulação da Franquia

>
Bom, como todos sabem, as séries Kamen Rider vão passar a estrear a partir de agora em meados de agosto/setembro, como parte da reformulação da franquia, e o primeiro projeto é essa série Kamen Rider W. Essa mudança foi um consenso que a Toei teve por questões de faturamento. 

Um outro detalhe, é que os filmes de agosto serviriam como uma espécie de encerramento dos seriados. Nos próximos 5 anos, a Toei vai utilizar a franquia para fazer experiências, para tentar fazer que a mesma dure os próximos 10 anos.

Um dos problemas dos Heisei Riders, apontado pelo ex-produtor Shinichirô Shirakura, é a total falta de continuidade entre os seriados. Não há uma “migração” dos fãs. Por exemplo, quem é fã de Agito, pode não ser de Kuuga, como explicou Shirakura. E isso foi refletido no faturamento da campanha realizada em conjunto com o Seven Eleven, em que os produtos dos Riders como Kuuga e Agito tiveram menos saída dos que os mais recentes. O público tende a ir atrás do mais novo. Shirakura, hoje diretor suplente dos estúdios da Toei de Tokyo, deixa o futuro dos Heisei Kamen Riders nas mãos de Hideaki Tsukada, o novo produtor da franquia. Tsukada foi o produtor das séries Super Sentai Dekaranger, Magiranger e Gekiranger. Como vai se dar essa reformulação, só o tempo dirá!

All Rider Tai Dai Shocker

O filme em cartaz, Gekijôban Kamen Rider DECADE: All Rider Tai Dai Shocker, é uma espécie de transição para essa nova fase. Entretanto, originalmente, DECADE não teria a inclusão dos Shôwa Riders, justamente por ser comemoração do 10º aniversário dos Heisei Kamen Riders. Shirakura era contra a inclusão dos Shôwa no filme, e disse que a idéia era incluir apenas os Heisei, mas devido ao que ele cita como “waru-nori” (má-influência), acabou tendo que fazer essa suruba de Riders. E isso porque foram apenas 26 Riders principais, já que a idéia original era incluir o 2º e o 3º Riders de cada série, ultrapassando mais de 50 personagens, o que foi vetado pela Toei, por questões de verba. Imaginem o número de suit-actors que seriam necessários?

Kamen Rider W

Bom, não dá pra dizer se a série vai ser legal ou não antes de assistí-la, mas pelo o que tenho lido em matéria de entrevistas, pode surpreender. Primeiro a respeito do roteiro, que vai ficar a cargo de Riku Sanjô, conhecido na área de animes. Ele foi o criador de Dragon Quest Dai no Dai Bôken (série exibida no SBT, com o nome Fly, O Pequeno Guerreiro), e mais recentemente trabalhou na 5ª série de GeGeGe no Kitarô. Em tokusatsu, sua experiência foi em Cutie Honey THE LIVE. Essa mudança pode ser boa, pra não ficar sempre nos mesmos roteiristas, como o Toshiki Inoue e a Yasuko Kobayashi, entre outros.

Com relação ao elenco, a tendência é que as histórias caminhem para um lado cômico, estilo dos “Warai-Konbi” (Dupla-Cômica), pelo perfil dos artistas escolhidos. Primeiro temos o Renn Kiriyama, que vai interpretar o Shôtarô Hidari, o “lado esquerdo” de Kamen Rider W (também, com o sobrenome Hidari=Esquerdo). Shôtarô será um detetive “hard-boiled”, ora arrogante, ora atrapalhado. O produtor Tsukada havia definido-o como uma espécie de “Hanamichi Sakuragi”, de Slam Dunk. Já a contraparte, Phillip, interpretado por Masaki Suda, vai ser um outro detetive, mas com características totalmente excêntricas! Definir Phillip, antes de ver o seriado, é algo meio complicado, mas parece que vai ser um tipo de personagem como o “L”, de Death Note, ou então o Tsukumo, da novela Mr.Brain, de qualquer maneira, um personagem complexo. Phillip tem um super cérebro, uma espécie de “Google Humano”, como definiu o produtor Tsukada. Entretanto, as coisas mais óbvias ele demonstra não entender. A inspiração para compor o personagem veio do comediante Nobuyuki Hanawa, da dupla Knights. Hanawa tem esse perfil, se mostrando espantado com coisas que todo mundo já sabe. Um dos apelidos que Phillip carrega é “Hoshi (Chikyû) no Hondana” (Estante de Livros da Terra), devido ao seu vasto conhecimento. Falando em estante, numa das cenas, Phillip “lambe” uma estante, demonstrando seu lado esquisito. A química entre Shôtarô e Phillip deve ser bem interessante, já que são totalmente opostos. Vale lembrar que Suda tem apenas 16 anos, oito anos mais novo que o Kiriyama. Inclusive ele é o ator mais jovem a interpretar um Kamen Rider, superando o Takeru Satô (DEN-O), na época com 18 anos. A heroína de “W”, Akiko Narumi, vai ser interpretada pela gatíssima Hikaru Yamamoto. Akiko vai ser a chefe da agência de detetives Narumi, que era de seu pai, agora desaparecido. Ela terá a função de fazer os “Tsukkomi” (Crítica) em cima dos “Boke” (Bobagens) do protagonista Shôtarô. E essa talvez seja a parte interessante. Tanto a atriz como o personagem são nascidas em Osaka, entretanto, no seriado, ela vai falar sem sotaque, mas só na hora de aplicar os “tsukkomi” no Shôtarô, é que ela vai começar a falar o dialeto de Kansai. Quem já teve experiência parecida foi o ator Kôhei Kumai, o Kengo Eritate, de Kamen Rider Kiva, que teve que alternar os dois dialetos. Aliás, o Suda também é de Osaka, assim como a atriz convidada, Meibi Yamauchi (Ep.1&2). Meibi foi a Rin/Lunagel, de Mahô Sentai Magiranger. Ah, e não poderia me esquecer do famoso comediante Takeshi Nadagi, que vai fazer um policial. Com ele em cena, é gargalhada na certa!

Outro atrativo vai ser a interpretação do suit-actor Seiji Takaiwa, já que serão dois protagonistas em um. E vai ter momentos que cada lado vai tomar uma atitude diferente. Bom, Takaiwa já deve estar acostumado, pra quem já teve que interpretar 5 Imagins num corpo só (DEN-O Super Climax Form). Ah, e é óbvio, duas vozes falando ao mesmo tempo! Destaco também a volta ao sistema antigo, do “W” tendo que enfrentar um “grupo do mal”, a Família Sonosaki. A letra “W”, além do significado “Double”, também significa “Wind”, já que a história se passa na cidade fictícia de “Fuuto” (Cidade do Vento). Originalmente, a cidade se chamaria “Suito” (Cidade da Água), mas aí, pra achar uma boa locação repleta de água, ia ser embasado… E mais um detalhe, na concepção original, Kamen Rider W seria interpretado apenas por uma pessoa, Shôtarô. A outra parte, seria o espírito de seu falecido “senpai”, que possuiria o seu corpo! Possessão de corpo de novo ia ser duro de aguentar, né? De resto, só nos resta aguardar o seriado!

trecho de uma entrevista com os personagens da nova serie :Primeiro, poderiam nos contar o que rolou até serem escolhidos para os papéis?
Kiriyama: Eu, na verdade, já prestei vários auditions para Rider. Por isso, por ter finalmente conseguido vencer, o nível de felicidade foi 4 vezes maior.
Yamamoto: Na verdade, eu também já prestei várias vezes. Depois que o Takeru Satô, que é da mesma agência que eu, apareceu em Kamen Rider DEN-O, eu também pensei em querer participar de um Rider.
Suda: Quando eu ouvi que tinha sido aprovado no audition, fiquei surpreso, a ponto até de desconfiar. Mais do que poder me tornar um Kamen Rider, eu mesmo ser aceito no “lado dos que atuam”, me deixou muito mais surpreso. Depois desse susto, aí que eu me toquei, “Ah, sim, eu é que sou o Rider!” (Risos). Como posso dizer, foi uma dupla surpresa e uma dupla felicidade.

credito ao Blog UOTK

Anúncios

Publicado em 27/08/2009, em kamen rider. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: